Fazer discípulos semelhantes a Cristo em todas as Nações

Manifestando o amor e a glória de Deus

» Posted in Notícias

Manifestando o amor e a glória de Deus

(CNSAM Brasil) Nos dias 15 a 26 de julho de 2016 na região de São Raimundo Nonato, Piauí, Brasil, foi realizado uma viagem missionária com sete voluntários do Distrito Sudeste Paulista e Londrina. O “Projeto Manifestar – Sertão 2016”, liderado pelo pastor e missionário Felipe Fulanetto, juntamente com a Igreja do Nazareno local e o ANA (Associação Nazarena Assistencial Beneficente) unidade Piauí, na pessoa do pastor e presidente Mardonio Almeida.

Tendo em vista que o sertão do Brasil é uma região de semiárido e notoriamente conhecido pela sua dificuldade de obter água, a viagem missionária teve o propósito de abrir um poço artesiano na comunidade quilombola Lagoa dos Prazeres e evangelização nos vilarejos remotos. Também foram distribuído brinquedos, bíblias, chinelos, bonecas evangelísticas, pulseira do livro sem palavras, doces etc. Ao todo foram visitadas nove comunidades e vilarejos diferentes, tais como: Cachoeira, São Raimundo Nonato (Bairro Cipó, Portelinha e Cohab Junco), Lagoa dos Prazeres (Quilombo), Lagoa de Cima, Fartura, Lagoa do Travessão.

Esteve presente também Rev. Marco Antonio de Almeida, o pastor titular da Igreja do Nazareno Ebenézer, Campinas-SP, o qual trouxe palavras abençoadores e desafiadores para a igreja local e durante os evangelismos nos vilarejos. Podemos presenciar a sede e fome da palavra de Deus na região. Muitos tomaram a decisão de seguir a Jesus e de se entregar ativamente no ministério.

Segue abaixo o testemunho do Pr. Felipe Fulanetto sobre a abertura do poço:
“Hoje foi um dos dias mais marcantes na minha vida e ministério. Depois de ontem, onde perfuramos 80m para abrir o poço artesiano na comunidade quilombola no sertão e não deu água, foi uma mistura de tristeza e gratidão a Deus. Tristes por ver o povo tão ansioso e não ter água; agradecidos pela bondade e fidelidade de Deus mesmo na adversidade. Quando tomamos a decisão de pararmos, chamei a todos e dei uma palavra de Habacuque 3:17-19 onde mostra a alegria mesmo em meio aos problemas. No entanto, como o salmista diz: “Os que em lágrimas semeiam, em júbilo ceifarão” (126:5).

Hoje tomamos a difícil decisão de tentarmos mais uma vez, mesmo sabendo de todos os gastos. Depois de mais de 5 horas de perfuração, 60m sem água, 4 fendas secas e muita poeira e areia, o nosso Deus se mostrou fiel: a água jorrou e com abundância. Olhar os rostos de cada quilombola feliz e gritando de júbilo, foi inestimável. Eu mesmo entrei no ritmo de festa, chorei, gritei e pulei na água barrenta.

Havia 90% de probabilidade da água de ser salobra, mas como o nosso Senhor não faz nada pela metade, a água é potável e excelente! Os quilombolas tomavam a água mesmo barrenta e levavam para os idosos nas casas para tomarem.”

Esse testemunho deixa uma lição para todos nós: fé e coragem. Quando acreditamos, perseveramos no Senhor tudo é possível. Agradecemos as orações e contribuições para esse lindo projeto.

Fonte: Felipe Fulanetto

También disponible en / Also available in / Também disponível em: Espanhol, Inglês